Lambendo o quê?!?!

LAMBENDO O MUNDO é um projeto que nasceu da vontade de criar e conhecer o mundo.

Farto do enclausuramento a céu aberto da vida numa grande metrópole como São Paulo, decidi investir meu tempo e criatividade na elaboração de algo que me possibilitasse sair por aí e experimentar a vida de artista viajante. Por uma confluência de interesses e acasos encontrei no Teatro Lambe-Lambe uma maneira de dar forma às minhas inquietações e seguir em frente com o projeto.

Muitos foram os estímulos e sinais de que meu eu nômade queria se manifestar mas que não encontrava um caminho para sair do emaranhado confuso do fim de uma graduação, falta de perspectiva de emprego, contas e contrato de aluguel. Foi quando ouvi na voz grave de meu irmão a seguinte citação do livro que estava lendo:

Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser. Que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver. – Amyr Klink

Se Amyr Klink pôs o pé na porta de saída em que o Pedro-nômade ficou espiando o lado de fora, um poeta dinamarquês chamado Piet Hein me empurrou para fora de mim mesmo quando disse:

Quem não vive agora não vive nunca. O que você está fazendo?

O que eu estava fazendo? Ou melhor, o que eu poderia fazer? Em uma caminhada matinal juntei algumas ideias e decidi construir um espetáculo em miniatura chamado Saudade… Optei pelo Teatro Lambe-Lambe pela versatilidade e autonomia que esta linguagem dá ao artista e assim comecei a esboçar o projeto.

Mas afinal, o que é Teatro Lambe-Lambe?

Basicamente, trata-se de um espetáculo de curta duração que se utiliza de elementos animados apresentado dentro de uma caixa para apenas um(a) espectador(a), o que faz de cada apresentação única e exclusiva para aquela pessoa que o assistiu.

Tal linguagem foi criada em 1989 pelas artistas nordestinas Denise Di Santos e Ismine Lima, inspiradas nos antigos fotógrafos de rua denominados Lambe-Lambe. Hoje, diversos grupos de Teatro de Formas Animadas do Brasil e do mundo tem se apropriado desta linguagem,  e ampliado suas possibilidades cênicas.

LAMBENDO O MUNDO é o registro das experiências deste projeto. Desde o processo de construção do espetáculo à divulgação das apresentações e relatos dos encontros que fizer durante o meu caminhar mundo afora.

LAMBENDO O MUNDO é também uma oportunidade de me (re)conhecer como indivíduo atuante e poético no mundo e de buscar entender meu lugar de pertencimento no Universo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s